Jornal Tijucas - Bolsonaro se reúne com Mandetta para falar sobre diálogo entre Onyx e Terra

Bolsonaro se reúne com Mandetta para falar sobre diálogo entre Onyx e Terra

Últimas notícias -

O ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, e o presidente Jair Bolsonaro - Agência Brasil
 
O ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, e o presidente Jair BolsonaroImagem: Agência Brasil

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) e o ministro Luiz Henrique Mandetta, se encontraram hoje para falar sobre a conversa telefônica entre o ministro da Cidadania, Onyx Lorenzoni, e o deputado federal Osmar Terra em que foi discutida a demissão o titular da pasta da Saúde, em pleno combate à pandemia do coronavírus.

O encontro foi incluído na agenda pelo Planalto, depois que a conversa telefônica entre Onyx e Terra foi revelada pela CNN Brasil.

O motivo da reunião que durou cerca de 15 minutos, entre 16h30 e 16h45, foi revelado pelo jornal "Valor Econômico" e confirmado pelo UOL. Ainda não se sabe o teor do diálogo entre o ministro e o presidente.

Em sua live no Facebook, iniciada às 19h, o presidente Bolsonaro começou sua transmissão recusando-se a comentar o assunto que foi mais uma vez um dos mais comentados do dia: "Quem está esperando eu falar do Mandetta, do Osmar Terra e do Onyx pode passar para outra live. Não vai ter esse assunto aqui não".

Contudo, após defender mais uma vez o uso da hidroxicloroquina para o tratamento de pacientes com covid-19, o presidente mandou um recado a Mandetta: "Você tem todo o direito de trocar de médico, com todo respeito aos profissionais. Então repito: médico não abandona paciente, mas paciente pode abandonar médico".

Na semana passada, Mandetta já havia respondido a boatos sobre sua saída dizendo não ser "dono da verdade". "Estou simplesmente vendo um paciente e dizendo que esse é o melhor caminho. Mas é normal também o médico falar que o caso é de cirurgia, e o paciente querer ouvir uma segunda opinião", disse na ocasião. "Médico não abandona paciente, meu filho."

A insatisfação de Bolsonaro com o ministro se tornou notória há semanas, e boatos sobre a eventual saída de Mandetta se intensificaram há alguns dias após uma tensa reunião interministerial.


Fonte: Com Agências