Jornal Tijucas - Joinvilense casa nos Estados Unidos sem convidados, mas com muita emoção

Joinvilense casa nos Estados Unidos sem convidados, mas com muita emoção

Últimas notícias -

O casamento da joinvilense Luiza Meneghim com o colombiano-canadense Cam Gomez estava marcado para dia 3 de março, mas por falta de um documento acabou adiado para 30 do mesmo mês.

Com o avanço da pandemia do coronavírus nos Estados Unidos, a Prefeitura de São Francisco proibiu eventos e mais uma vez o casório teve de ser adiado.

Na última terça-feira (7), o casal pôde, finalmente, dizer o “sim”. Não foi um casamento convencional, na igreja, com convidados, festa, muitos beijos e abraços.

 

A celebração ocorreu no Palácio do Teatro de Belas Artes, em São Francisco – Foto: Arquivo pessoal/Divulgação ND

Entretanto, para os noivos, foi um momento muito especial. A celebração ocorreu no Palace of Fine Arts Theatre (Palácio do Teatro de Belas Artes) e foi transmitida em uma live, que reuniu cerca de 300 pessoas.

“Foi um momento muito feliz, recebemos muito carinho da família e dos amigos que temos em vários países. Estávamos todos juntos na live”, lembra Luiza.

A celebração foi comandada por uma rabina, devidamente credenciada na Prefeitura. Além do casal e da rabina, havia uma fotógrafa e uma testemunha, todos mantendo o distanciamento seguro durante a cerimônia.

 

“A rabina cantou, foi maravilhoso. Tiveram sinos, vinho, votos, tudo lindo e emocionante”, complementa Luiza.

Depois da celebração, o casal foi até a Ponte Golden Gate tirar algumas fotos e foi presenteado pela lua que rasgou as nuvens e iluminou a noite.

A cena chamou a atenção de Shannon Stapleton, fotógrafo da agência Reuters, que passava pelo local naquele momento.

O fotógrafo pediu permissão para fotografar o casal e a imagem já saiu em alguns portais mundo afora.

 

Fotógrafo da Reuters pediu permissão para fotografar o casal e a imagem já foi publicada em alguns portais do mundo – Foto: reprodução/Divulgação ND

A joinvilense Luiza está morando na Califórnia há cinco meses, mas esta não é a primeira vez que mora nos Estados Unidos. Ela conheceu o marido em outras viagens internacionais e agora só espera que essa pandemia recue e que possam viver felizes e saudáveis.

O casal, agora, aguarda a licença da Prefeitura de São Francisco para poder viajar ao Brasil.


Fonte: Com Agências