Jornal Tijucas - Avião cargueiro vindo da China pousa em Brasília com 6 milhões de máscaras de proteção

Avião cargueiro vindo da China pousa em Brasília com 6 milhões de máscaras de proteção

Últimas notícias -

Carga pertence a empresa de artigos farmacêuticos e cosméticos, informou concessionária do aeroporto

Avião traz máscaras para o Brasil
Avião cargueiro Antonovo-124-100 é a segunda maior aeronave do mundo
(Foto: Inframerica, Divulgação)

Um avião cargueiro que partiu da China pousou no Aeroporto de Brasília na madrugada desta quarta-feira (8) trazendo para o Brasil seis milhões de máscaras faciais de proteção contra o coronavírus. A informação foi divulgada pela Inframerica, concessionária que administra o terminal do Distrito Federal.

A carga foi trazia em um avião cargueiro de origem ucraniana, modelo Antonov-124-100 – o segundo maior do mundo.

O Ministério da Infraestrutura disse que se trata de uma carga particular, da empresa Nutriex, do setor de artigos farmacêuticos e cosméticos. A pasta foi informada que parte da carga será para venda e outra parte para doação.

PANDEMIA

Ministro da Saúde diz que brasileiros devem adotar máscaras de pano para proteção contra coronavírus

CUIDADOS

Coronavírus: saiba a diferença entre as máscaras de proteção e quando usar cada uma delas

Ao G1, a direção da Nutriex informou que ainda não definiu quantas máscaras serão doadas e afirmou que a distribuição será feita "sem intermédio do governo".

Segundo a Inframerica, a carga, que pesa 40 toneladas, seguiu para Goiás em caminhões após ser descarregada no Aeroporto de Brasília. A concessionária também afirmou que a aeronave foi "recebida com todos os cuidados de higiene e precauções necessárias para evitar a contaminação pela Covid-19".

Ainda de acordo com a Inframerica, o avião é "uma visita rara". A última vez que Brasília recebeu um Antonov-124-100 foi em setembro de 2018, quando a aeronave fez um "pouso técnico no terminal" para abastecimento e descanso da tripulação.

O cargueiro tem 65 metros de comprimento e 21 metros de altura até a ponta da cauda. Outras aeronaves, como as domésticas, medem 39,5 metros de comprimento.

Avião traz máscaras para o Brasil
(Foto: Inframerica, Divulgação)

Leia a íntegra da nota da Inframerica:

"O Antonov 124-100, segundo maior cargueiro do mundo, pousou nesta madrugada no Aeroporto de Brasília trazendo 40 toneladas de máscaras faciais ou 6 milhões de unidades, para prevenção a COVID-19. A carga é particular da empresa Nutriex, que investiu aproximadamente R$ 160 milhões de reais e doará parte do conteúdo.

A aeronave decolou da China, e fez duas paradas antes de vir para Brasília. O cargueiro gigante parte para Luanda, na Angola, nesta quinta-feira de madrugada.

O avião chama a atenção pelo seu tamanho e por ser uma visita rara por aqui. A última vez que a capital federal recebeu a visita deste gigante foi em setembro de 2018, quando a aeronave fez um pouso técnico no terminal para abastecimento e descanso da tripulação. Antes disso o avião só deu as caras por aqui em 2009. O Antonov 124 tem 65 metros de comprimento e 21 metros de altura até a ponta da sua cauda.

O cargueiro foi recebido com todos os cuidados de higiene e precauções necessárias para evitar contaminação pela COVID-19. A carga seguiu para o Estado de Goiás via terrestre."


Fonte: Com Agências