Jornal Tijucas - Auxílio de R$ 600 começa a ser pago na quinta; confira as datas

Auxílio de R$ 600 começa a ser pago na quinta; confira as datas

Últimas notícias -

 
Data: 07/04/2017 - Notas de Dinheiro - Real - Governo propõe salário mínimo de R$ 979 em 2018 - Salário: reajuste será igual ao índice da inflação - Editoria: Economia - Foto: ARQUIVO - GZNo primeiro momento o dinheiro só poderá ser utilizado para pagar contas por meio digital. O saque vai ser feito num segundo momento. Crédito: Arquivo/A Gazeta

O governo federal anunciou na manhã desta terça-feira (7), as datas de pagamento do auxílio emergencial de R$ 600 por conta do isolamento social causado pelo coronavírus. A expectativa do governo é que o pagamento tenha início ainda esta semana, na quinta-feira (9).

 
 

Apesar do pagamento começar a ser feito daqui a poucos dias, o presidente da Caixa, Pedro Guimarães, explicou que o dinheiro não estará disponível para saques. “O dinheiro vai chegar em uma conta virtual e a pessoa poderá fazer a transferência para qualquer banco que tenha interesse. Também será possível fazer o pagamento de contas de forma digital, mas o saque não estará permitido”, explicou.

Segundo ele, a proibição para saques neste primeiro momento vai acontecer para que não haja uma aglomeração de pessoas nas agências da Caixa, nem nas lotéricas. Ainda segundo Guimarães, um calendário para o saque do dinheiro será anunciado em breve. Neste primeiro momento, as únicas pessoas que poderão fazer o saque em dinheiro são os beneficiários do Bolsa Família, que já recebem o dinheiro dessa forma.

Quem pode receber o coronavoucher?

Para receber o benefício a pessoa precisa ser um trabalhador informal, autônomo ou microempreendedor individual (MEI). Se tiver carteira assinada, estiver recebendo seguro-desemprego, ou pensão/aposentadoria a pessoa não tem direito.

Podem receber, por exemplo, taxistas, motoristas de aplicativo, faxineiras, demais profissionais autônomos e microempreendedores individuais (MEIs) que pagam o INSS.

 

Trabalhadores intermitentes – que prestam serviço apenas alguns dias na semana – também poderão receber, desde que tenham renda familiar mensal por pessoa de até meio salário mínimo (R$ 522,50) ou renda familiar mensal total de até três salários mínimos (R$ 3.135,00). Também é preciso estar inscrito no Cadastro Nacional de Informações Sociais (CNIS).

É preciso fazer algum tipo de cadastro?

Sim. Trabalhadores informais que não estão inscritos nos cadastros do governo e não contribuem para a Previdência Social (não pagam o INSS), precisarão fazer o cadastro por meio do aplicativo Caixa | Auxílio Emergencial ou pelo site auxilio.caixa.gov.br.

Existe algum limite de renda para pedir o benefício?

Sim, ele só será concedido às pessoas que tiverem renda familiar mensal por pessoa de até meio salário mínimo (R$ 522,50) ou renda familiar mensal total de até três salários mínimos (R$ 3.135,00). Além disso, não ter recebido rendimentos tributáveis (como salários e outros benefícios), no ano de 2018, acima de R$ 28.559,70.


Fonte: Com Agências