Jornal Tijucas - Como será feito o pagamento do auxílio emergencial de R$ 600

Como será feito o pagamento do auxílio emergencial de R$ 600

Últimas notícias -

Governo estima pagar os R$ 98 bilhões de auxílio nos próximos 45 dias

Governo estima pagar os R$ 98 bilhões de auxílio nos próximos 45 dias

A Caixa Econômica Federal apresentou nesta terça-feira (7) o site e o aplicativo para que informais, MEIs e contribuintes individuais do INSS possam se cadastrar para receber o auxílio emergencial de R$ 600 mensais por três meses.

Veja como serão feitos os pagamentos:

Beneficiários do Bolsa Família

Quem já recebe o Bolsa Família não precisa se cadastrar para receber o benefício. Os trabalhadores que se enquadrarem nas regras receberão o auxílio individual pelo mesmo meio em que recebem o Bolsa Família. Os trabalhadores receberão o benefício que for mais vantajoso.

Pagamentos seguem o calendário do Bolsa Família:

 

  • primeira parcela nos últimos dez dias úteis de abril
  • segunda parcela nos últimos dez dias úteis de maio
  • terceira parcela nos últimos dez dias úteis de junho

 

 

Trabalhadores inscritos no Cadastro Único

 

Os inscritos no CadÚnico, mas que não recebem o Bolsa Família, também não precisarão se inscrever.

Para quem tem conta no Banco do Brasil ou poupança na Caixa:

 

  • primeira parcela a partir de 9 de abril
  • segunda parcela:
    - 27 de abril para nascidos de janeiro a março
    - 28 de abril para nascidos de abril a junho
    - 29 de abril para nascidos de julho a setembro
    - 30 de abril para nascidos de outubro a dezembro
  • terceira e última parcela:
    - 26 de maio para nascidos de janeiro a março
    - 27 de maio para nascidos de abril a junho
    - 28 de maio para nascidos de julho a setembro
    - 29 de maio para nascidos de outubro a dezembro

 

  • primeira parcela em 14 de abril
  • segunda parcela:
    - 27 de abril para nascidos de janeiro a março
    - 28 de abril para nascidos de abril a junho
    - 29 de abril para nascidos de julho a setembro
    - 30 de abril para nascidos de outubro a dezembro
  • terceira e última parcela:
    - 26 de maio para nascidos de janeiro a março
    - 27 de maio para nascidos de abril a junho
    - 28 de maio para nascidos de julho a setembro
    - 29 de maio para nascidos de outubro a dezembro

 

 

Demais trabalhadores

 

Os demais trabalhadores que se enquadrem nas regras para receber o benefício deverão se cadastrar pelo aplicativo ou pelo site (preferencialmente). Quem não tiver acesso à internet poderá se cadastrar nas agências da Caixa e casas lotéricas.

 

  • primeira parcela em até cinco dias úteis após o cadastro, iniciando em 14 de abril;
  • segunda parcela:
    - 27 de abril para nascidos de janeiro a março
    - 28 de abril para nascidos de abril a junho
    - 29 de abril para nascidos de julho a setembro
    - 30 de abril para nascidos de outubro a dezembro
  • terceira e última parcela:
    - 26 de maio para nascidos de janeiro a março
    - 27 de maio para nascidos de abril a junho
    - 28 de maio para nascidos de julho a setembro
    - 29 de maio para nascidos de outubro a dezembro

 

 

Contas digitais gratuitas

 

Os beneficiários do auxílio, exceto os que recebem o bolsa família, irão receber os pagamentos em suas contas bancárias.

Para quem não tem conta atualmente, a Caixa Econômica Federal vai abrir contas digitais gratuitas. Essas contas vão permitir que os beneficiários façam pagamentos de contas de consumo e transferências gratuitamente.

Inicialmente, não será possível fazer saques dessas contas. Para saque em dinheiro, a Caixa vai estabelecer um cronograma posteriormente, segundo o ministro da Cidadania, Onyx Lorenzoni.

 

A conta digital a ser aberta para os beneficiários que não têm outra conta bancária será do tipo poupança. Essa conta, gratuita, poderá ser movimentada por meio do aplicativo Caixa TEM.

 

 

A conta dispensa apresentação de documentos, é isenta de cobrança de tarifas de manutenção e permite ao menos uma transferência eletrônica de recursos para outro banco. A conta também vai permitir o pagamento de contas de consumo.


Fonte: Com Agências