Jornal Tijucas - Caixa promete primeira parcela a informais em até cinco dias úteis

Caixa promete primeira parcela a informais em até cinco dias úteis

Últimas notícias -

 
Presidente da Caixa, Pedro Guimarães previu o pagamento até a próxima terça-feira - Marcos Corrêa/PR
 
Presidente da Caixa, Pedro Guimarães previu o pagamento até a próxima terça-feiraImagem: Marcos Corrêa/PR

A ajuda emergencial de R$ 600 por mês a informais e autônomos, aprovada pelo governo federal por conta da pandemia do coronavírus, deve estar na conta de quem solicitar em até cinco dias úteis. A promessa foi feita hoje pelo presidente da Caixa Econômica Federal, Pedro Guimarães, em entrevista à Globonews.

"Em cinco dias úteis esperamos ter o pagamento integral", afirmou Guimarães. "Isso será feito de uma maneira importante, por contas que estamos abrindo. 40% desses 22 milhões de brasileiros não têm conta", afirmou o presidente da Caixa, citando o número de pessoas que já se cadastraram para receberem o benefício.

O prazo de cinco dias úteis começa a contar a partir do cadastramento. Como 22 milhões de pessoas já acessaram o sistema da Caixa desde ontem —via aplicativo para smartphone ou pelo site do banco— para pedir o benefício, a expectativa é que todas essas recebam a primeira parcela até o início da semana que vem.

"Tivemos ontem um acesso recorde, nunca tivemos um acesso dessa magnitude no Brasil. Provavelmente, mais de 80% do público elegível já terá feito seu cadastro entre ontem e amanhã, nesses três dias", disse Guimarães.

 

O calendário de pagamentos foi reforçado pelo presidente da Caixa, que já havia anunciado as datas ontem. Após a primeira parcela cair até o dia 14, a segunda virá entre os dias 27 e 30 de abril, e a terceira está prevista para ser paga entre os dias 26 e 29 de maio, totalizando três parcelas num período de um mês e meio.

A Caixa estima que nove milhões de pessoas que não tinham conta em banco ganharão acesso aos serviços bancários com o programa. Esse número inclui beneficiários do Bolsa Família.

Para estes, porém, além de não ser necessário o cadastro, o calendário segue sendo o do próprio programa, que faz o pagamento nos últimos dez dias úteis de cada mês.

Recebimento presencial e endividados

O presidente da Caixa também comentou sobre aqueles que não conseguirão fazer o cadastro pela internet e precisarão de atendimento presencial para receber o benefício.

"Faremos um cronograma para recebimento, não vamos ter necessidade do cartão (do banco). O sistema da Caixa está interligado e é o único com as mais de 13 mil lotéricas", disse Guimarães, prometendo anunciar esse calendário de pagamento até amanhã.

Sobre a possibilidade de beneficiários que tenham dívidas terem valores descontados do benefício, Guimarães garantiu que conversou com os maiores bancos privados do país e isso não acontecerá. "Não tenho dúvida de que farão o mesmo que a Caixa, que é não cobrar de ninguém", afirmou.

CPF com pendência na Receita Federal

As pessoas que tiverem alguma pendência em seu CPF na Receita Federal —por não declarar ou informar dados inconsistentes no Imposto de Renda— não poderão se cadastrar no aplicativo para receber o auxílio, de acordo com o presidente da Caixa.

"Não há possibilidade de fazer cadastro com pendência no CPF com a Receita Federal. A Caixa não pode fazer pagamento com dados que não sejam validados", declarou posteriormente em entrevista ao Bom Dia Brasil, da TV Globo.

Para esses casos, o presidente da Caixa afirmou que é preciso primeiro regularizar a situação junto a Receita para, então, cadastrar-se no aplicativo.


Fonte: Com Agências