Jornal Tijucas - Mortes por covid-19 sobem para 553 no Brasil

Mortes por covid-19 sobem para 553 no Brasil

Últimas notícias -

Já os casos confirmados da covid-19 continuam aumentando em todo o país, saltaram de 11.130 para 12.056. São 926 novos casos em 24 horas.

Outros Estados também registraram alta do número de pessoas infectadas pelo vírus: o Rio de Janeiro (1.461 pacientes com covid-19), Ceará (1.013), Distrito Federal (473), Minas Gerais (525), Rio Grande do Sul (481), Bahia (431), Paraná (458), Santa Catarina (379), Amazonas (532), Espírito Santo (194), Pernambuco (223), Rio Grande do Norte (246), Maranhão (133), Goiás (119), Mato Grosso do Sul (66), Pará (102), Acre (50), Mato Grosso (76), Roraima (42), Sergipe (32), Paraíba (35), Piauí (23), Alagoas (31), Tocantins (17), Amapá (34) e Rondônia (14),

Somente os Estados de Tocantins e Acre não registraram óbito até este momento. As mortes por covid-19 são registradas São Paulo (304), Rio de Janeiro (71), Pernambuco (30), Ceará (29), Paraná (11), Piauí (4) Rio Grande do Sul (7), Amazonas (19), Minas Gerais (9), Goiás (5), Santa Catarina (10), Distrito Federal (10), Bahia (10), Maranhão (2), Rio Grande do Norte (7), Alagoas (2), Mato Grosso do Sul (1), Paraíba (4), Rondônia (1), Sergipe (4), Espírito Santo (6), Pará (3), Mato Grosso (1) e Amapá (2), Roraima (1).

A Secretaria de Saúde do Rio de Janeiro informou ainda que investiga outras 75 mortes. Somente hoje no Estado houve a confirmação de sete óbitos por covid-19, duas mulheres e cinco homens, entre 28 e 87 anos.

Segundo o secretário de vigilância em saúde, Wanderson de Oliveira, o Brasil levou 17 dias, contados a partir do primeiro caso confirmado (26 de fevereiro), para alcançar 100 pacientes infectados pelo coronavírus. Depois, levou apenas sete dias para atingir 1.000 pessoas contagiadas e outros 14 dias para alcançar 10 mil casos confirmados.

Oliveira afirmou que a pressão atual sobre o sistema de saúde, pelo aumento do número de pacientes com síndrome respiratória aguda grave (SRAG), reforça necessidade de cumprir a recomendação dada por Estados sobre manter o isolamento da população em resposta ao coronavírus. “São muitas pessoas competindo por leito”, afirmou em coletiva no Palácio do Planalto.

O secretário informou que dos 29.308 casos de hospitalizações de pacientes com síndrome respiratória grave, 8% (ou 2.424 pacientes) foram diagnosticados com a doença covid-19.

Oliveira falou sobre o ritmo acelerado de confirmação de novos casos do novo coronavírus. Segundo ele, o Brasil levou 17 dias, contados a partir do primeiro caso confirmado (26 de fevereiro), para alcançar 100 pacientes infectados. Depois, levou apenas sete dias para atingir 1.000 pessoas contagiadas e outros 14 dias para alcançar 10 mil casos confirmados.


Fonte: Com Agências