Jornal Tijucas - Ceará recua de decreto que flexibiliza quarentena; expectativa é que Estado seja 1º a ter pico de infecção por coronavírus

Ceará recua de decreto que flexibiliza quarentena; expectativa é que Estado seja 1º a ter pico de infecção por coronavírus

Últimas notícias -

Especialistas afirmam que o Ceará deve alcançar 3.053 pacientes com a covid-19 e atingir o segundo lugar entre os estados mais afetados do Brasil ainda nesta quarta-feira (8)

AFP
Governador diz que será publicado novo decreto que, desta vez, manterá todas as proibições dos decretos anteriores - FOTO: AFP

Após o governador do Ceará, Camilo Santana (PT), anunciar que vai revogar o decreto que prometia flexibilizar medidas de isolamento social no Estado, por meio das suas redes sociais, na madrugada desta segunda-feira (6), uma pesquisa da Rede CoVida, iniciativa da Universidade Federal da Bahia (UFBA) e da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), indica que o Ceará deve ser o primeiro estado brasileiro a atingir o pico de infecções pelo novo coronavírus, no dia 25 de abril.

  • Coronavírus: Nordeste será primeira região beneficiada com auxílio de R$ 600, diz líder do Governo Bolsonaro no Senado
  • Histórias de brasileiros que, entre milhões, não deixam o Brasil parar no enfrentamento ao novo coronavírus
  • Em tempos de coronavírus, máscaras de pano viram alternativa de renda para trabalhadores informais
  • Coronavírus pode ser transmitido apenas com a fala e respiração
  • Confira dicas de especialistas para facilitar adaptação ao home office em tempos de coronavírus

 

O petista anunciou a revogação horas depois de ter assinado decreto que flexibilizava o isolamento social para a indústria e o comércio no Estado. Segundo ele, a decisão foi tomada após argumentação do Comitê de Saúde do Estado, que demonstrou preocupações com as concessões para os setores voltarem a trabalhar.

"Diante da argumentação do nosso Comitê de Saúde, demonstrando preocupação com as flexibilizações de funcionamento colocadas pelo Governo do Estado nesse último decreto que entraria em vigor nesta segunda-feira (6), decidi revogar imediatamente o mesmo", disse.

Na postagem, o governador diz ainda que será publicado novo decreto que, desta vez, manterá todas as proibições dos decretos anteriores. O prazo de isolamento está mantido para 15 dias. Camilo encerra a publicação ressaltando que "se houve um erro nessa proposta de flexibilização, que seja resolvido imediatamente".

E completou: "Estamos publicando um novo decreto, mantendo todas as proibições dos decretos anteriores, e com o mesmo prazo de validade de 15 dias. Se houve um erro nessa proposta de flexibilização, que seja imediatamente corrigido".

O relatório da Rede CoVida estima que o Ceará deve, ainda nesta quarta-feira (8), alcançar 3.053 pacientes com a covid-19 e atingir o segundo lugar entre os estados mais afetados do Brasil, ficando apenas atrás de São Paulo, que, por estimativa, terá 11.684 infectados. O cálculo aponta, ainda, que o Brasil deve ter cerca de 21 mil casos de pacientes infectados e mais de 500 mortes pela doença neste mesmo dia.

O grupo de estudo, formado por cientistas da computação, estatísticos, físicos, epidemiologistas, economistas e comunicólogos, entre outros, calculou o potencial de reprodução da doença para descobrir a velocidade que o vírus se espalha no Brasil. Assim, os especialistas consideraram como uma pessoa infectada pode propagar a doença nas regiões analisadas. Dessa forma, eles identificaram o fator de reprodução, R0, de 2,56, no Ceará, índice que classifica o local com “epidemia em expansão”.

Com índice semelhante ao do Ceará, com R0 superior à 2, estão estados como Minas Gerais, Distrito Federal, Rio de Janeiro, São Paulo, Santa Catarina e Rio Grande do Sul. Na Itália, país onde a propagação do vírus aconteceu de forma rápida, a taxa R0 é de 3.

Coronavírus no Ceará

O Ceará já soma 26 mortos com complicações pela doença e 824 pessoas infectadas, de acordo com boletim da Secretaria da Saúde do Ceará (Sesa), divulgado neste domingo (5). A primeira confirmação de infecção pelo novo coronavírus no Estado foi há um mês.

Já são 824 pessoas infectadas e 26 mortos com complicações pela doença, um mês após a primeira confirmação de infecção pelo novo coronavírus no Ceará, de acordo com os registros da Secretaria da Saúde do Ceará (Sesa), divulgados neste domingo (5).

Assine a nova newsletter do JC e fique bem informado sobre o coronavírus

Todos os dias, de domingo a domingo, sempre às 20h, o Jornal do Commercio divulga uma nova newsletter diretamente para o seu email sobre os assuntos mais atualizados do coronavírus em Pernambuco, no Brasil e no mundo. E como faço para receber? É simples. Os interessados podem assinar esta e outras newsletters através do link jc.com.br/newsletter ou no box localizado no final das matérias.

O que é coronavírus?

Coronavírus é uma família de vírus que causam infecções respiratórias. O novo agente do coronavírus foi descoberto em 31/12/19 após casos registrados na China.Os primeiros coronavírus humanos foram isolados pela primeira vez em 1937. No entanto, foi em 1965 que o vírus foi descrito como coronavírus, em decorrência do perfil na microscopia, parecendo uma coroa.

A maioria das pessoas se infecta com os coronavírus comuns ao longo da vida, sendo as crianças pequenas mais propensas a se infectarem com o tipo mais comum do vírus. Os coronavírus mais comuns que infectam humanos são o alpha coronavírus 229E e NL63 e beta coronavírus OC43, HKU1.

Como prevenir o coronavírus?

O Ministério da Saúde orienta cuidados básicos para reduzir o risco geral de contrair ou transmitir infecções respiratórias agudas, incluindo o coronavírus. Entre as medidas estão:

  • Lavar as mãos frequentemente com água e sabonete por pelo menos 20 segundos, respeitando os 5 momentos de higienização. Se não houver água e sabonete, usar um desinfetante para as mãos à base de álcool.
  • Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas.
  • Evitar contato próximo com pessoas doentes.
  • Ficar em casa quando estiver doente.
  • Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo.
  • Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com freqüência.
  • Profissionais de saúde devem utilizar medidas de precaução padrão, de contato e de gotículas (mascára cirúrgica, luvas, avental não estéril e óculos de proteção).

Para a realização de procedimentos que gerem aerossolização de secreções respiratórias como intubação, aspiração de vias aéreas ou indução de escarro, deverá ser utilizado precaução por aerossóis, com uso de máscara N95.

Confira o passo a passo de como lavar as mãos de forma adequada

 

Na postagem, o governador diz ainda que será publicado novo decreto que, desta vez, manterá todas as proibições dos decretos anteriores. O prazo de isolamento está mantido para 15 dias. Camilo encerra a publicação ressaltando que  "se houve um erro nessa proposta de flexibilização, que seja resolvido imediatamente".


Fonte: Com Agências