Jornal Tijucas - China manifesta ‘forte indignação e repúdio’ às declarações de Weintraub

China manifesta ‘forte indignação e repúdio’ às declarações de Weintraub

Últimas notícias -

A Embaixada da China no Brasil divulgou uma nota, na madrugada desta segunda-feira (06), na qual acusa o ministro da Educação brasileiro, Abraham Weintarub, de fazer declarações difamatórias e associar o país asiático à origem da Covid-19, doença provocada pelo novo coronavírus.

No domingo (5), Weintraub publicou em seu Twitter uma imagem do personagem Cebolinha, da Turma da Mônica, e fez alusão ao fato de o personagem trocar o “r” pelo “l”, insinuando que seria a forma de falar do povo chinês e que a China sairia fortalecida da crise mundial do coronavírus. A postagem foi apagada em seguida.

“Geopoliticamente, quem podeLá saiL foLtalecido, em teLmos Lelativos, dessa cLise mundial? PodeLia seL o Cebolinha? Quem são os aliados no BLasil do plano infalível do Cebolinha paLa dominaL o mundo? SeLia o Cascão ou há mais amiguinhos?”, escreveu o ministro na ocasião.

Em reposta na mesma rede social, a Embaixada da China no Brasil afirmou que “deliberadamente elaboradas, tais declarações são completamentes absurdas e desprezíveis, que têm cunho fortemente racista e objetivos indizíveis, tendo causado influências negativas no desenvolvimento saudável das relações bilaterais China-Brasil”. “O lado chinês manifesta forte indignação e repúdio a esse tipo de atitude”.

O comunicado ainda destacou que a Organização Mundial da Saúde (OMS) e a comunidade internacional se opõem explicitamente à associação do vírus a um certo país ou uma certa região, combatendo a estigmatização sobre qualquer pretexto. “Instamos que alguns indivíduos do Brasil corrijam imediatamente os seus erros cometidos e parem com acusações infundadas contra a China”.

Ver imagem no Twitter


Fonte: Com Agências