Jornal Tijucas - Grávida de 33 anos morre por coronavírus no Recife; bebê foi retirado com vida e está na UTI

Grávida de 33 anos morre por coronavírus no Recife; bebê foi retirado com vida e está na UTI

Últimas notícias -

A informação foi confirmada pelo Hospital Unimed Recife nesta segunda-feira (6)

AFP
Fisioterapeuta de 33 anos morreu, na noite deste domingo (5), em um hospital particular do Recife - FOTO: AFP

“Tudo isso vai passar”. Foi a frase escrita por Viviane de Albuquerque na legenda de uma ilustração em que Jesus Cristo está com as mãos sobre a barriga de uma gestante, no dia 24 de março, em suas redes sociais, em referência à pandemia do novo coronavírus. Mãe de gêmeas e grávida do terceiro filho, a fisioterapeuta de 33 anos morreu, na noite deste domingo (5), em um hospital particular do Recife, vítima de covid-19. A informação foi confirmada pelo Hospital Unimed Recife nesta segunda-feira (6).

"É com pesar que a Unimed Recife confirma o falecimento de uma gestante, vítima da Covid-19. No entanto, não está autorizada a repassar informações tanto da paciente quanto do bebê, ficando a mesma a cargo da família. A Unimed Recife assegura, por sua vez, que o bebê está recebendo da equipe médica todos os cuidados necessários. E reforça que todas as informações estão sendo repassadas às autoridades responsáveis.", diz a nota.

O bebê foi retirado com vida em procedimento cesariano na madrugada do sábado (4), com 32 semanas, e está internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI). Segundo apuração do JC, o pequeno está em estado grave e entubado, mas está evoluindo bem e o resultado para covid-19 ainda não foi informado. 

Este foi o primeiro óbito de uma gestante com SRAG (Síndrome Respiratória Aguda Grave) causada pelo novo coronavírus em Pernambuco. Emocionados, amigos da fisioterapeuta sequer conseguiram falar com a reportagem do JC.

Viviane estava internada com quadro de tosse e febre desde o início da semana. Na segunda-feira, ela fez o teste para coronavírus e, na quinta-feira (2), recebeu o resultado positivo do exame. No mesmo dia, foi levada para a UTI. No sábado (4), ela precisou ser entubada. Devido à gravidade do caso, os médicos decidiram fazer a cesárea e retirar o bebê na madrugada.

Conforme publicado em suas redes sociais, Viviane aparentava ter uma vida saudável, com fotos em academias e comidas leves. Através do Instagram, amigos e familiares, em luto pela perda, pedem: “não subestimem a covid-19”.

"Não subestimem essa doença Covid-19! Ela era linda, jovem, saudável, cheia de vida e de luz, deixou duas filhas lindas e seu bebê continua lutando pela vida. Vivi que bom ter trocado tantos momentos engraçados e alto astral com você, descanse em paz, estamos orando muito pelo seu bebê e por toda sua família! Sentirei saudades Descansa em paz! Que dor, inacreditável tudo isso. Fisioterapia de luto!", disse uma amiga.

 

Assine a nova newsletter do JC e fique bem informado sobre o coronavírus

Todos os dias, de domingo a domingo, sempre às 20h, o Jornal do Commercio divulga uma nova newsletter diretamente para o seu email sobre os assuntos mais atualizados do coronavírus em Pernambuco, no Brasil e no mundo. E como faço para receber? É simples. Os interessados podem assinar esta e outras newsletters através do link jc.com.br/newsletter ou no box localizado no final das matérias.

O que é coronavírus?

Coronavírus é uma família de vírus que causam infecções respiratórias. O novo agente do coronavírus foi descoberto em 31/12/19 após casos registrados na China.Os primeiros coronavírus humanos foram isolados pela primeira vez em 1937. No entanto, foi em 1965 que o vírus foi descrito como coronavírus, em decorrência do perfil na microscopia, parecendo uma coroa.

A maioria das pessoas se infecta com os coronavírus comuns ao longo da vida, sendo as crianças pequenas mais propensas a se infectarem com o tipo mais comum do vírus. Os coronavírus mais comuns que infectam humanos são o alpha coronavírus 229E e NL63 e beta coronavírus OC43, HKU1.

Como prevenir o coronavírus?

O Ministério da Saúde orienta cuidados básicos para reduzir o risco geral de contrair ou transmitir infecções respiratórias agudas, incluindo o coronavírus. Entre as medidas estão:

  • Lavar as mãos frequentemente com água e sabonete por pelo menos 20 segundos, respeitando os 5 momentos de higienização. Se não houver água e sabonete, usar um desinfetante para as mãos à base de álcool.
  • Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas.
  • Evitar contato próximo com pessoas doentes.
  • Ficar em casa quando estiver doente.
  • Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo.
  • Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com freqüência.
  • Profissionais de saúde devem utilizar medidas de precaução padrão, de contato e de gotículas (mascára cirúrgica, luvas, avental não estéril e óculos de proteção).

Para a realização de procedimentos que gerem aerossolização de secreções respiratórias como intubação, aspiração de vias aéreas ou indução de escarro, deverá ser utilizado precaução por aerossóis, com uso de máscara N95.

Confira o passo a passo de como lavar as mãos de forma adequada

 


Fonte: Com Agências