Jornal Tijucas - 'Aprendiz de Espiã' tem cara de 'Sessão da Tarde', mas vale a pena

'Aprendiz de Espiã' tem cara de 'Sessão da Tarde', mas vale a pena

Últimas notícias -

Uma aventura com algum humor, ou uma comédia com alguma aventura, uma pitada de romance e puro entretenimento

APRENDIZ DE ESPIÃ

 
  • Elenco Dave Bautista, Chloe Coleman, Kristen Schaal
  • Produção EUA, 2020
  • Direção Peter Segal

Colocar um brutamontes simpático ao lado de uma criança esperta parece fórmula comprovada de sucesso no cinema. Tanto que a lista de astros fortões que já entram nessa é longa: Stallone, Schwarzenegger, Vin Diesel, Dwayne Johnson... Agora é a vez de Dave Bautista.

"Aprendiz de Espiã" tem cara daquilo que as pessoas passaram a chamar de "filme de Sessão da Tarde". Uma aventura com algum humor, ou uma comédia com alguma aventura, uma pitada de romance e puro entretenimento. Filme para assistir por duas horas agradáveis e esquecer.

Mas há uma ou outra boa sacada nas quais os roteiristas optam por um olhar cômico sobre o gênero do filme de espião. Usam os clichês para fazer as pessoas rirem. De certa forma, é uma crítica forte à mesmice que impera na produção hollywoodiana, em qualquer gênero.

Bautista faz o papel de J.J., um ex-fuzileiro naval condecorado que passa a ser agente da CIA. Uma máquina de matar, J.J. enfrenta problemas para se adaptar ao novo trabalho. Em situações que necessitam de soluções cerebrais, ele parte logo para a ignorância. Deixa pilhas de vilões mortos, mas leva broncas de seus chefes.

Para colocar J.J. na linha, ele recebe uma missão teoricamente simples: vigiar Kate, uma jovem viúva, e sua filha de nove anos, Sophie. A justificativa é a relação do finado marido de Kate com terroristas internacionais e uma pouco provável hipótese de algum deles fazer contato com ela.

J.J. odeia a tarefa entediante, e só piora para o lado dele a escalação de sua parceira na vigília, a nerd Bobbi, que é apaixonada por ele. Mas logo o trabalho se complica porque Sophie descobre que seus vizinhos do andar de cima são agentes da CIA.

A menina ameaça desmascarar a dupla, a menos que J.J. dê aulas para ela sobre como ser um espião. Com medo de perder o emprego se seu chefe souber que foi enganado por uma pirralha, J.J. aceita ser o professor da garota.

Aí o filme entra no piloto automático, porque todo mundo já sabe o que vai acontecer. J.J. e Sophie vão se transformar em grandes amigos, e a menina vai tentar ser cupido para que o grandalhão namore sua mãe. E o enredo vai bem, com cenas simpáticas e situações engraçadas. Com a chegada de terroristas, J.J. terá de proteger Kate sem revelar toda a grande mentira para ela.

Como Dwayne Johanson, Bautista é um ex-astro da luta livre americana. Mas não tem o mesmo carisma do colega de ringue. Até hoje, seu trabalho mais popular é o herói casca grossa Drax, da franquia da Marvel "Guardiões da Galáxia". Mas seu jeitão meio apalermado cai bem em "Aprendiz de Espiã".

A atriz Chloe Coleman dá a graça necessária a Sophie. Quem rouba muitas cenas é a atriz, roteirista e boa stand-up Kristen Schaal, muito divertida como a nerd Bobbi. Quando precisa pela primeira vez pegar em armas, ela arranca boas risadas.

"Aprendiz de Espiã" é passatempo que vale a pena. Quem é fã de filmes de ação vai reconhecer referências e piadas inspiradas por cenas de "Duro de Matar", "Bad Boys" e "Missão Impossível".


Fonte: Com Agências