Jornal Tijucas - Questionado sobre Bolsonaro, diretor da OMS frisa seriedade do coronavírus

Questionado sobre Bolsonaro, diretor da OMS frisa seriedade do coronavírus

Últimas notícias -

Presidente da República tem minimizado gravidade de pandemia e pediu que comércio volte a ser aberto no Brasil

 

A Organização Mundial de Saúde (OMS) e outras entidades internacionais subordinadas à Organização das Nações Unidas, como o Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef), lançaram nesta quarta-feira, 25, um Plano de Resposta Humanitária Global contra os efeitos do coronavírus.

Na teleconferência sobre o assunto, o diretor-geral da OMS, Tedros Adhanom Ghebreyesus, foi questionado pelo correspondente do UOL, Jamil Chade, sobre declarações recentes do presidente Jair Bolsonaro de que a doença seria similar a um “resfriado”.

Ghebreyesus não quis se estender no assunto, mas comentou que em várias nações há muita necessidade agora de atendimentos de urgência, por causa da doença. “Em muitos países, o coronavírus é uma doença muito séria”, afirmou.

Na teleconferência, que contou também com o secretário-geral da ONU, Antonio Guterres, as autoridades detalharam medidas para ajudar no combate ao coronavírus nos países mais pobres e vulneráveis, pedindo apoio, inclusive financeiro, a essas iniciativas. “A história nos julgará sobre como responderemos às comunidades mais pobres em sua hora mais difícil”, afirmou Ghebreyesus.


Fonte: Com Agências